Matrícula ou Email: Senha: Esqueci a senha 




Índice
Tanatologia
Fenômenos Cadavéricos
Fenômenos abióticos transformativos
Fenômenos abióticos transformativos destrutivos
Putrefação
Fase de coloração
Fase gasosa
Fase coliquativa
Fase de esqueletização  

 
 
   
  • Mancha verde abdominal
    • Primeiro local da fase de coloração
    • Fossa ilíaca direita
      • o ceco é a parte mais dilatada e livre
      • maior acúmulo de gases
      • proximidade com a parede abdominal
      • concentração de bactérias
    • Cronologia do aparecimento
      • verão - 18 a 24hs
      • inverno -  36 a 48
    • Mecanismo e evolução
      • atividade bacteriana - Clostrídium welchii
      • formação de metano, gás carbônico, amônia e mercaptanos, gás sulfídrico
      • gás sulfídrico + hemoglobina = sulfohemoglobina ou sulfometahemoglobina = verde
      • progressão por todo o corpo
      • escurecimento progressivo - verde enegrecido a negro
  • A cabeça fica muito negra
  • Pigmentação intra-abdominal por pigmento biliar
  • Enegrecimento de parte das vísceras maciças em contato com o intestino grosso
  • Nos fetos
    • início pela parte superior do tórax, face e pescoço
      • conteúdo intestinal estéril
      • bactérias nas vias aéreas
  • Nos afogados
    • cabeça e parte superior do tórax
      • posição do cadáver com a cabeça para baixo

Fase de coloração

 
  • Mancha verde abdominal
    • Primeiro local da fase de coloração
    • Fossa ilíaca direita
      • o ceco é a parte mais dilatada e livre
      • maior acúmulo de gases
      • proximidade com a parede abdominal
      • concentração de bactérias
    • Cronologia do aparecimento
      • verão - 18 a 24hs
      • inverno -  36 a 48
    • Mecanismo e evolução
      • atividade bacteriana - Clostrídium welchii
      • formação de metano, gás carbônico, amônia e mercaptanos, gás sulfídrico
      • gás sulfídrico + hemoglobina = sulfohemoglobina ou sulfometahemoglobina = verde
      • progressão por todo o corpo
      • escurecimento progressivo - verde enegrecido a negro
  • Aparecimento da circulação póstuma de Brouardel
  • A cabeça fica muito negra
  • Pigmentação intra-abdominal por pigmento biliar
  • Enegrecimento de parte das vísceras maciças em contato com o intestino grosso
  • Nos fetos
    • início pela parte superior do tórax, face e pescoço
      • conteúdo intestinal estéril
      • bactérias nas vias aéreas
  • Nos afogados
    • cabeça e parte superior do tórax
      • posição do cadáver com a cabeça para baixo

Fase gasosa

 
  • Cronologia
    • perceptibilidade - 48 a 72 horas
    • grau máximo - 5 a 7 dias
  • Mecanismo
    • ação de bactérias saprófitas
      • Formação de gases da putrefação - inflamáveis
    • decomposição protéica
      • liberação de compostos nitrogenados - ptomaínas (odor desagradabilíssimo)
  • Aumento da pressão abdominal
    • prolapso do útero - eventual parto post-mortem
    • prolapso do reto
    • elevação do diafragma
      • compressão pulmonar - saída de líquido avermelhado pela boca e narinas
        • sangue proveniente do rompimento alveolar
  • Superfície
    • destacamento total da epiderme
    • perda de fâneros
    • bolhas epidérmicas de conteúdo líquido hemoglobínico - baixo teor protéico
    • circulação póstuma de Brouardel
      • pressão sobre grandes vasos
        • escoamento passivo do sangue periferia
        • destacamento da epiderme
        • coloração escura do sangue
        • 36 e 48 horas após a morte
  • Aspecto gigantesco
    • protusão ocular
    • protusão lingual
    • distensão dos órgãos genitais masculinos
    • posição de lutador
  • Vísceras maciças
    • amolecimento
    • superfície de corte com numerosas pequenas cavidades - queijo suíço
  • Coração
    • amolecido, pardo, com creptação
  • Pulmões
    • colabados - pardos escuros ou cinza enegrecido
    • cavidades pleurais - até 200 ml. de líquido pardo-escuro
  • Cérebro
    • perda da estrutura - "derretimento"
    • massa pegajosa cinza escura

Fase coliquativa

 
  • Dissolução pútrida do cadáver - deliqüescência cadavérica
  • Desintegração de partes moles
    • redução do volume
    • deformação
    • liberação dos gases
  • Inúmeras larvas
  • Cronologia
    • extremamente variável
      • início - 3 semanas após o óbito
      • término - vários meses

Fase de esqueletização

 
  • Fase que se mescla à coliquativa
  • Final do processo destrutivo cadavérico
  • Resultado final é o esqueleto livre de partes moles
  • Cronologia muito variável
    • início - terceira a quarta semana
    • término - seis meses
    • fatores
      • clima
      • ambiente (+ fauna cadavérica)
        • ar livre
        • inumação
        • submersão



Webmaster
Malthus

Este site está sendo monitorado, como parte dos Trabalhos do Professor
Malthus Fonseca Galvão
Todas as ações implementadas neste site ficam gravadas em um banco de dados
com finalidade de pesquisas e melhorias do sistema.

©Os direitos autorais deste Sítio são protegidos pela Lei 9610 de 19/02/1998. Todos os programas de computador, métodos e bancos de dados utilizados neste Sítio foram desenvolvidos pelo Prof. Malthus Galvão. O conteúdo é propriedade dos respectivos autores. Toda violação destes direitos de propriedade estará sujeita às penalidades prescritas em lei.
Este sítio está em constante remodelação e pode conter erros!!!