Email: Senha:
Cadastrar Esqueci a senha 

Capítulo anterior
Septicemia pós câncer
Capítulo atual
Síndrome consumptiva decorrente de carcinomatose
Próximo capítulo
Óbito de causa indeterminada em portador de cardiopatia e HAS


abrir box

Índice
Antropologia Forense
Espécie
Determinação da Espécie pelos Ossos
Modelo de laudo - Osso Animal  

 
 
   

                        Policia Civil do Distrito Federal

                        Departamento de Polícia Técnica

                        Instituto de Medicina Legal  de Brasília

                        Laboratório de Antropologia Forense

 

 

LAUDO CADAVÉRICO Nº _____/03

 

 

PREÂMBULO

 

Aos ___ dias do mês de ________ de 2003, deu entrada no Laboratório de Antropologia Forense deste instituto um osso longo, acompanhado do memorando nº ___/2003 da ___ª Delegacia Policial, referente à ocorrência policial nº ___/03, o qual solicitava fosse o tal osso submetido à perícia para constatar se era ou não humano. Para a realização do exame a Diretora do IML, Dra. CRISTIANE ALVES COSTA, designou os peritos médico-legistas Dr. Malthus Fonseca Galvão e Dr. José Eduardo da Silva Reis.

 

HISTÓRICO

 

Segundo o Auto de Apresentação e Apreensão ___/03, compareceu àquela Delegacia, o apresentante ________________________ com o objeto abaixo descrito, que foi apreendido pela autoridade para os devidos fins:

“Um (01) osso medindo aproximadamente 36 cm de comprimento com características semelhantes à osso humano (tíbia).”

 

DESCRIÇÃO

 

Osso longo, grosseiramente cilíndrico em sua diáfase e prismático distalmente, com 37,5cm de comprimento e 15,0cm de diâmetro na sua porção mediana; peso de 600 gramas; ausência completa de tecidos moles; superfície de cor pardacenta; área de destruição cortical próximo à epífise proximal – trocanter maior – com perda de substância. Fóvea da cabeça articular com depressão de inserção ligamentar. Colo bem definido, com perda de substância distalmente; fossa trocantérica profunda. Extremidade distal com perda de substância no terço inferior com cristas trocleares íntegras. Linha epifisária evidente. Destruição dos côndilos distais medial e lateral em faces laterais. Fotos 1 a 4.

 

DISCUSSÃO

 

O osso enviado para exame apresenta uma morfologia totalmente distinta de qualquer dos ossos humanos. Fotos 5 e 6.

A proporção comprimento/diâmetro (37,5/15,0 = 2,5) é bem superior à dos ossos humanos. Exclui-se a possibilidade de origem humana.

A relação peso/volume encontrada, isto é, a densidade, alcançou valores bem maiores com o osso analisado, comparativamente ao humano.

Excluída a possibilidade de ser humano o osso pelas três características acima descritas, pelo confronto morfológico com os diversos animais de grande porte, conclui-se que o osso analisado é compatível com um fêmur esquerdo bovino adulto.

 

 

CONCLUSÃO

 

O osso examinado não é humano. Trata-se, muito provavelmente, de um fêmur bovino esquerdo adulto.

 

 

RESPOSTA AO QUESITO ÚNICO

 

O osso examinado não é humano.

 

Brasília, ___ de _________ de 2003

 

 

 

                 Dr. Malthus Fonseca Galvão              Dr. José Eduardo da Silva Reis

                               Perito revisor                                              Perito relator



Webmaster
Malthus

Site de Apoio ao Processo Ensino Aprendizagem do
LOAFMEL
Laboratório de Odontologia e Antropologia Forenses e Medicina Legal
Faculdade de Medicina
Universidade de Brasília.

Coordenador: Professor Malthus Galvão
Este site é monitorado, está em constante complementação e pode conter erros.

Você pode utilizar o material à vontade, para montar uma aula, um caso para discussões com seus alunos, etc, seguindo os termos da licença. Aqui eu explico melhor

LOAFMEL - UnB by Malthus Fonseca Galvão is licensed under CC BY-NC-SA 4.0

Toda programação, métodos e bancos de dados utilizados em malthus.com.br© foram desenvolvidos pelo

Prof. Malthus Galvão.

Direitos autorais protegidos pela Lei 9610/98.