Email: Senha: Esqueci a senha 

Você pode utilizar todas as imagens e textos deste site (sem fins comerciais). Leia no rodapé as condições de uso.


Tópico anterior Tópico atual Próximo tópico
Entomologia Forense Antropologia Forense - Casos Diversos I Esquartejada - Antropologia, Genética e Papiloscopia


abrir box

Índice
Antropologia Forense - Casos Diversos I
Esquartejada - Antropologia, Genética e Papiloscopia
Ossos acadêmicos
Placas e parafusos de osteossíntese antigos
Identificação por tomografia de seios da face
Crânio com peixes
Orelha decepada de pessoa viva
Crânio rosado
Fraturas antigas e vestígios de projetis de arma de fogo
Cadáver de idoso com fraturas costais antigas
Dentição mista - mineralização dentária
Recolhimento em campo de esqueleto
Cadáver putrefeito com calo ósseo costal
Esqueleto de mulher em terreno baldio
Cadáver em bueiro no final da Asa Sul
Cadáver putrefeito com fraturas costais
Cadáver parcialmente mumificado com haste metálica numerada
Cadáver em fase coliquativa com fratura nasal antiga
Crânio utilizado em ritual de magia negra
Mumificado idoso masculino edêntulo
Chip eletrônico de identificação
Objetos encontrados junto aos cadáveres
Identificação radiográfica pelos seios da face
Óbito por cardiopatia ou espancamento?
Tatuagens
Fraturas antigas
Análise de assimetria craniana - crânio x fotografia  

 
 
   Alguns exemplos de perícia em antropologia.
Esquartejada - Antropologia, Genética e Papiloscopia

                                                                                                                 
Este caso é um bom exemplo da necessidade da aplicação conjunto dos conhecimentos em antropologia, papiloscopia e genética forense.
O tronco chegou ao IML para exame cerca de duas semanas antes do membro superior.
Ossos acadêmicos

               
Não é incomum o encontro de ossos tipicamente "acadêmicos" abandonados pela cidade. Neste caso, havia a inscrição manuscrita do nome dos ossos cranianos.
Placas e parafusos de osteossíntese antigos

                             
Neste caso percebe-se uma fratura craniana ocorrida bem antes do óbito, conclusão possível pela remodelação óssea.
Identificação por tomografia de seios da face

                           
Neste caso, a família forneceu diversas tomografias computadorizadas do crânio, nas quais era possível visualizar as características dos seios frontais.

Como não dispomos, ainda, de um tomógrafo para reproduzir as imagens, realizamos uma "tomografia" de forma direta, isto é, realizando cortes sequenciais na região frontal para permitir observação direta da anatomia do seio frontal.

Portanto, veja que, em Antropologia Forense, a criatividade é mais importante que equipamentos...
Crânio com peixes

                                                                                                                                                                       
Neste caso, com a participação do Perito Criminal Paulo Ênio, o técnico de necropsia Marquinhos e tantos outros, um crânio e alguns ossos foram encontrados em uma bacia de retenção hídrica.
Orelha decepada de pessoa viva

                   
Orelha encaminhada para exame, apresentando reação vital.
Instrumento com predomínio do componente cortante.
Crânio rosado

             
Crânio com coloração peculiar, decorrente de inumação clandestina prolongada.
Fraturas antigas e vestígios de projetis de arma de fogo

                                                                           
Caso no qual havia uma placa femoral colocada bem antes do óbito, assim como fratura mandibular.
Cadáver de idoso com fraturas costais antigas

                                                                 

Dentição mista - mineralização dentária

             

Recolhimento em campo de esqueleto

                                                                                                                                                                 

Cadáver putrefeito com calo ósseo costal

                                                                                                                                                                 

Esqueleto de mulher em terreno baldio

                                                                                                                     

Cadáver em bueiro no final da Asa Sul

                                                                                                                                                                                           
Cadáver humano masculino adulto encontrado em um bueiro no final da Asa Sul, ao lado da pista de rolagem de veículos.
Cadáver putrefeito com fraturas costais

                                                                                                                               

Cadáver parcialmente mumificado com haste metálica numerada

                               
Caso no qual havia diversas fraturas antigas e uma haste metálica numerada.
Cadáver em fase coliquativa com fratura nasal antiga

                                                                                                   

Crânio utilizado em ritual de magia negra

                         

Mumificado idoso masculino edêntulo

                                                                                                                                                                                           
Caso de pessoa do sexo masculino, idoso, encontrado mumificado no cerrado (vegetação típica do planalto central). Não foi possível determinar a causa mortis. Neste caso necessário análise de temperatura e pluviosidade, além de outros, para uma "menos pior" cronotanatognose.
Chip eletrônico de identificação

         

Objetos encontrados junto aos cadáveres

         
É comum o encontro de objetos pessoais junto a cadáveres ignorados.
        Estes objetos servem indicar uma probabilidade apenas e devem ser tratados com restrição, pois existe sempre a possibilidade de troca, empréstimos, ou mesmo, de tentativa de simulação de identidade.
A maioria destes objetos não atende ao critério da unicidade.
Identificação radiográfica pelos seios da face

                   
Caso de identificação positiva com margem de segurança praticamente de 100% por intermédio da comparação radiográfica dos seios da face.
        O jovem moço havia desaparecido em um rio próximo à Brasília durante uma enchente súbita.
        Aproximadamente seis meses após, cerca de dez quilômetros rio abaixo da região do desaparecimento, pescadores encontraram alguns restos ósseos que julgaram serem humanos.
        Encaminhados ao Laboratorio de Antropologia Forense do IML/DF, a consulta ao banco de dados revelou a possibilidade de tratar-se do jovem desaparecido há meio ano.
        Consultando o banco dos desaparecidos percebemos que havia uma radiografia de crânio exibindo os seios da face com uma forma bastante peculiar.
        Um dos óssos enviados ao laboratório era o osso frontal, parcialmente destruído, mas preservando a anatomia do seio frontal.
        Trabalharam neste caso Dr. Aluisio Trindade, Dr. Malthus Galvão e Dr. Ricardo Nogueira, coordenados pelo Dr. José Eduardo da Silva Reis.
Óbito por cardiopatia ou espancamento?

                                                                                         
Em Antropologia Forense, uma fratura deve ser analisada sob o aspecto cronológico.

a)Foi produzida tempos antes da morte?
b)Foi produzida na época da morte e, portanto, pode estar relacionada à morte?
c)Foi produzida após a morte?

Quando as fraturas ocorrem tempos antes da morte, o inexorável processo de remodelação óssea ocorre e este fenômeno será facilmente perceptível como arredondamento das cordas, formação de osso e soldadura entre os fragmentos.

Quando as fraturas ocorrem na época da morte, não teremos remodelação óssea, o que também ocorre nas fraturas post-mortem, é claro. A diferença entre as fraturas peri-mortem e as post-mortem é a possibilidade de demonstrar hemorragias ósseas nas fraturas intra-vitae e a ocorrência de fraturas plásticas, o que não ocorre nas fraturas post-mortem.

Fraturas plásticas são aquelas nas quais os ossos "entortam" sem se quebra, por estarem úmidos. Pense em uma fratura em galho-verde, que ocorre me crianças. Na ossada, por ocasião, por exemplo, da escavação, ou do abatimento da terra, as fraturas não apresentam deformações plásticas.
Tatuagens

                                 
Tatuagens são desenhos, inscrições, produzidos voluntariamente na pele, pela inclusão subdérmica de pigmentos variados como o nanquim.

Geralmente expressam uma mensagem grupal, religiosa, amorosa, dentre outras.

Tatuagem é um termo também utilizado em balística, produzido pela impregnação de resíduos incombustos de pólvora na derme.
Fraturas antigas

               
Fraturas osseas antigas são importante dado da história médica para fins de identificação.
Análise de assimetria craniana - crânio x fotografia

       



Webmaster
Malthus

Site de Apoio ao Processo Ensino Aprendizagem do
LOAFMEL
Laboratório de Odontologia e Antropologia Forenses e Medicina Legal
Faculdade de Medicina
Universidade de Brasília.

Coordenador: Professor Malthus Galvão
Este site é monitorado, está em constante complementação e pode conter erros.

Você pode utilizar o material à vontade, para montar uma aula, um caso para discussões com seus alunos, etc, seguindo os termos da licença. Aqui eu explico melhor

LOAFMEL - UnB by Malthus Fonseca Galvão is licensed under CC BY-NC-SA 4.0

Toda programação, métodos e bancos de dados utilizados em malthus.com.br© foram desenvolvidos pelo

Prof. Malthus Galvão.

Direitos autorais protegidos pela Lei 9610/98.